Feriado de Carnaval - Passeio na Argentina

Oi meninas! Como eu adoro o carnaval só que não, aproveitei o feriado pra descansar bastante e fui com meu namorado pro oeste do Paraná visitar os pais dele, em Francisco Beltrão, que fica pertíssimo da fronteira com a Argentina, na cidade de Bernardo de Irigoyen. Como os impostos no Brasil são uma vergonha de tão altos, algumas coisas na Argentina são muito baratas, principalmente produtos de higiene como desodorante, perfumes, shampoos e essas coisas, e eu aproveitei para fazer umas comprinhas. Conforme eu for testando, faço resenha aqui no blog. A cidade de Bernardo de Irigoyen não é muito bonita, aparenta ser um pouco suja e desorganizada, mas também não posso falar muito pois conheci apenas algumas ruas, onde ficam os mercados mais visitados e mais próximos da fronteira. Para quem mora perto, vale super a pena fazer compras lá. Um desodorante feminino da Adidas, que custa em torno de R$ 16,00 no Brasil, chega a custar R$ 4,00 lá. A diferença é bem grande. É super tranquilo passar na fronteira. Nosso carro foi parado, o guarda perguntou em nome de quem que estava o veículo, meu sogro - que estava dirigindo - disse que estava no nome dele e o que iríamos fazer lá. Falamos que íamos fazer compras no mercado e o guarda liberou a gente, sem nem pedir documento. A única coisa que não pode comprar por lá e passar na fronteira são alimentos de origem animal, como queijos e carnes, por causa do controle de doenças. Da minha cidade até Francisco Beltrão são 10 horas de viagem de ônibus. Super cansativo. Mas como o único horário é a noite, é mais tranquilo porque passamos quase que a viagem toda dormindo. Dessa vez conseguimos carona de carro com uns conhecidos de lá que também moram em Joinville. De carro é em torno de 7 a 8 horas de viagem. Fomos a noite e eu também dormi quase o trajeto todo, então passou rápido. Lá na Argentina também tem muito alfajor, doce de leite e batatinhas desidratadas estilo Ruffles. O peso (moeda argentina) estava custando R$ 0,32, super desvalorizado. As pessoas nos mercados falam espanhol e português, inclusive alguns funcionários moram no Brasil e trabalham lá. Eles também aceitam o real como moeda e no próprio caixa do mercado fazem a conversão, é quase como se estivéssemos no próprio Brasil, não há muita diferença. Mas estando tão perto de outro país e vendo a diferença de impostos, a gente fica um pouco revoltado, porque as mercadorias brasileiras poderiam ser muito mais baratos se não fosse o tal do imposto. Vou deixar duas fotos aqui embaixo do passeio até a Argentina. Essa fotos são onde acontece o encontro entre as cidades de Barracão, no Paraná, Dionísio Cerqueira, em Santa Catarina e Bernardo de Irigoyen, Argentina.

Então é isso! Conforme for testando os produtinhos que comprei, posto aqui no blog e compartilho minha opinião com vocês. Beijo





Comentários
4 Comentários

4 comentários:

  1. Que casal lindo *-* No breve resumo deu pra notar que as coisas são bem em conta mesmo, comparando ao Brasil. Estou ansiosa pelas resenhas =D

    Beijos,
    Flávia <3
    www.lacodecetim.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!!
      Logo já to colocando a resenha do primeiro produto que já usei! :) beijo

      Excluir
  2. ownt que fofuchos hahahaa, meu da uma raiva mesmo, quando tu me falou do shampoo fiquei P%#@ hahaha, mas que legal viajar pra argentina larii! :}

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou experiente internacionalmente hahaha, beijo Nii

      Excluir